Show simple item record

dc.contributor.advisorHeidemann, Aline Maria
dc.contributor.advisorFerrandin, Jairo
dc.contributor.authorRodrigues, Camila Lara
dc.contributor.authorMendes, Daniela Branquinho
dc.date.accessioned2021-02-09T17:49:36Z
dc.date.available2021-02-09T17:49:36Z
dc.date.issued2020-08-23
dc.identifier.urihttp://repositorio.sis.puc-campinas.edu.br/xmlui/handle/123456789/14584
dc.description.abstractAs cardiopatias estão entre os mais comuns defeitos congênitos ao nascimento acometendo de 8 a 10 crianças a cada 1.000 nascidos vivos. O presente trabalho trata-se da abordagem fisioterapêutica em pacientes que foram submetidos a cirurgia cardíaca pediátrica devido a cardiopatias congênitas, relatando quais são as principais técnicas terapêuticas utilizadas nesses pacientes e os seus resultados. O objetivo foi reunir e apresentar evidências científicas sobre intervenções fisioterapêuticas realizadas no período pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica. Para isso realizou-se uma revisão bibliográfica da literatura nas bases de dados disponíveis sobre o assunto. Os dados permitiram constatar que o fisioterapeuta é um profissional habilitado para a prevenção de sequelas motoras e respiratórias, minimizando possíveis acometimentos. Os resultados do presente estudo evidenciam que as principais técnicas fisioterapêuticas utilizadas são, massoterapia, programa de exercícios aeróbicos, estimulação elétrica nos pontos de acupuntura e treinamentos respiratórios como vibração da parede torácica, manobras de fluxo expiratório, tosse direcionada entre outros. Esse estudo observou melhora da função respiratória, funcionamento cognitivo, diminuição da dor, do tempo de permanecia na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e na ventilação mecânica e também melhora na aptidão cardiopulmonar desses pacientes. Em relação ao remodelamento cardíaco, não foi notado alterações significativas após o protocolo utilizado.pt
dc.description.abstractHeart diseases are among the most common birth defects affecting 8 to 10 children for every 1,000 live births. The present work deals with the physiotherapeutic approach in patients who have undergone pediatric cardiac surgery due to congenital heart disease, reporting what are the main therapeutic techniques used in these patients and their results. The objective was to gather and present scientific evidence about physical therapy interventions performed in the postoperative period of pediatric cardiac surgery. For this, a bibliographic review of the literature was carried out in the available databases on the subject. The data showed that the physiotherapist is a professional qualified to prevent motor and respiratory sequelae, minimizing possible involvement. The results of the present study show that the main physiotherapeutic techniques used are, massage therapy, aerobic exercise program, electrical stimulation at acupuncture points and respiratory training such as chest wall vibration, expiratory flow maneuvers, targeted cough, among others. This study observed an improvement in respiratory function, cognitive functioning, decreased pain, time spent in the Intensive Care Unit (ICU) and in mechanical ventilation and also improved in cardiopulmonary fitness of these patients. Regarding cardiac remodeling, no significant changes were noted after the protocol used.en
dc.language.isopor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de Campinas
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectPós-operatóriopt
dc.subjectDoença Cardíaca Congênitapt
dc.subjectFisioterapiapt
dc.subjectCriançapt
dc.subjectPostoperativeen
dc.subjectCongenital Heart Diseaseen
dc.subjectPhysiotherapyen
dc.subjectChildrenen
dc.titleAtuação da fisioterapia no pós-operatório de cardiopatias congênitas em crianças: revisão bibliográficapt
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso
dc.identifier.fileccv_fisioterapia_tcc_rodrigues_mendes
puc.centerCentro de Ciências da Vida
puc.undergraduateProgramFisioterapia


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record