Show simple item record

dc.contributor.advisorBrocchi, Beatriz Servilha
dc.contributor.advisorDuarte, Paula Maria Martins
dc.contributor.authorNascimento, Samira Corrêa do
dc.date.accessioned2021-03-30T14:04:04Z
dc.date.available2021-03-30T14:04:04Z
dc.date.issued2020-11-27
dc.identifier.urihttp://repositorio.sis.puc-campinas.edu.br/xmlui/handle/123456789/14627
dc.description.abstractIntrodução: Anomalias craniofaciais podem ser consideradas como quaisquer defeitos ou lesões de estruturas anatômicas que ocorrem na face e/ou crânio durante a formação do bebê, geralmente nas primeiras semanas de gestação. Apesar de existirem outras anomalias craniofaciais, as fissuras labiopalatinas são as mais comuns, presentes em um a cada 700 nascimentos. Em casos de existência de fissura, o fonoaudiólogo pode atuar desde o período de gestação até o nascimento, quando passará a acompanhar os aspectos relacionados à alimentação, audição, voz, linguagem, desenvolvimento saudável e desenvolvimento de fala e linguagem. Objetivo: Caracterizar as publicações fonoaudiológicas acerca das fissuras labiopalatinas, identificando procedimentos em avaliação e/ou terapia fonoaudiológica. Metodologia: Foram utilizadas as bases de dados SciELO e Lilacs, com os descritores: Fenda Labial, Fissura Palatina, Fonoaudiologia, Anomalias Craniofaciais e Fissura Labiopalatina, filtrando artigos em Português, Espanhol e Inglês. Foi aplicado também o filtro de revistas fonoaudiológicas. Não há delimitação de data. Ao final da pesquisa, foram selecionados 15 artigos. Resultados: Foi possível identificar que os anos que mais publicaram sobre fissuras labiopalatinas foram 2010 e 2011, portanto são publicações antigas, sem atualizações na área ao longo dos anos. Outro achado importante foi que a área mais publicada foi voz e a revista com mais artigos foi a Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Ao ler os estudos finais, foi observado que a maior parte deles utiliza como método avaliativo os protocolos, sendo que poucos deles são exclusivos para a fissura labiopalatina. Conclusão: Foi possível caracterizar as publicações fonoaudiológicas a respeito das fissuras labiopalatinas quanto ao tipo de estudo - maioria artigos originais, ano mais publicado (2010 e 2011) revista fonoaudiológica publicada (Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia). Foi verificado que existem duas áreas mais estudadas, Motricidade Orofacial e Voz, que coincidem com as queixas mais frequentes das pessoas com tal condição. Ao identificar os critérios de avaliação e/ou intervenção, não foram encontrados métodos que se referem a intervenção fonoaudiológica em pacientes fissurados.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction:Craniofacial anomalies can be considered as any malformation in anatomy structures on the face and/or skull, during the baby formation, in the first weeks of pregnancy. Although there are other anomalies, the cleft lip and palate are the most common, occurring in 1 in every 700 newborns. In the case of cleft lip and palate, the Speech, Language and Hearing therapist, can work throughout pregnancy, until the child is born, when the therapist accompanies aspects related to feeding, hearing, voice, language, healthy development and speech and language development. Purpose: To characterize the publications in the area of Speech, Language and Hearing Therapy about cleft lip and palate, identifying procedures under evaluation and / or therapy of Speech, Language and Hearing Sciences. Methods: The SciELO and Lilacs databases were used, with the descriptors: Cleft Lip, Cleft Palate, Speech, Language and Hearing Therapy, Craniofacial Anomalies, Cleft Lip and Palate, filtering articles in Portuguese, Spanish and English. Speech, Language and Hearing magazines were analyzed as well. There’s no delimitation of dates. At the end of the research, fifteen articles were selected. Results: It was possible to identify that the years with the largest number of publications about cleft lip and palate were 2010 and 2011, however, they are old publications, with no updates in the area over the years. Another important data was that the área with most publications was voice and the magazine with most articles was the Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. After reading the final studies, it was observed that most of them use as evaluations methods, only a few protocols, that are exclusive for cleft lip and palate. Conclusion: It was possible to caracterize the publications on Speech, Language and Hearing Sciences, regarding cleft lip and palate according to the type of study - most original articles, most published year (2010 and 2011) published speech hearing and language therapy journal (Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia). It was verified that there are two most studied areas, Orofacial Motricity and Voice that coincide with the most frequent complaints of people with such conditions. When identifying the evaluation and / or intervention criteria, no methods were found that refer to speech therapy intervention in cleft patients.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)pt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectAnomalias Craniofaciaispt_BR
dc.subjectFissura Labiopalatinapt_BR
dc.subjectFenda Labialpt_BR
dc.subjectFissura Palatinapt_BR
dc.subjectFonoaudiologiapt_BR
dc.subjectCraniofacial Anomaliespt_BR
dc.subjectCleft Lip and Palatept_BR
dc.subjectCleft Lippt_BR
dc.subjectSpeechpt_BR
dc.subjectLanguage and Hearing Sciencespt_BR
dc.titleFissuras labiopalatinas: revisão da literatura fonoaudiológicapt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.contributor.institutionPontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)pt_BR
puc.centerCentro de Ciências da Vida (CCV)pt_BR
puc.graduateProgramNão se aplicapt_BR
puc.embargoOnlinept_BR
puc.undergraduateProgramFonoaudiologiapt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record